Paraná vai ofertar serviços de reprodução assistida pelo SUS

O governo do Estado lançou nesta terça-feira (5) edital de credenciamento para incluir os serviços de reprodução assistida pelo sistema público de saúde. O Paraná é o primeiro a fazer este atendimento pelo SUS.

A medida pioneira faz parte de uma série de outras ações que reforçam o atendimento da saúde da mulher. Também foi incluída na rede pública medicamentos para tratamento de trombose em gestantes e mulheres que acabaram de ter bebê (puérpera).

Além disso, o teste do pezinho para recém-nascidos foi ampliado e passa de seis para 11 doenças raras indentificáveis. As novas medidas ainda fazem parte das ações do mês de maio, voltado à Atenção Integral à Saúde da Mulher.

Também estão confirmados R$ 100 milhões para reforçar o atendimento à saúde da população de 53 municípios.

O serviço de reprodução assistida pelo sistema público envolve aconselhamento genético, inseminação artificial e reprodução assistida às mulheres com dificuldade de engravidar.

Teste do pezinho

Em parceria com a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (Fepe), o teste do pezinho será ampliado, passando para 11 tipos de doenças raras identificáveis.

Mais de 15 mil exames são feitos na Fepe todos os meses (rede pública e privada). O exame precisa ser feito nas primeiras 48 horas de vida e é obrigatório para todos os nascimentos porque é a única forma de detectar determinadas doenças raras, genéticas e hereditárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Giro de noticia é um site de notícias. Policiais com os principais fatos ocorridos em Cianorte e região.
Apurando todas as informações e repassando de forma respeitosa e imparcial.
redacao@girodenoticia.com.br
Top