Ambulância do Samu se envolve em acidente transportando idosa para hospital

Ao prestar atendimento a uma idosa que sofria um AVC, uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) se envolveu num acidente e teve que transferir a paciente de ambulância. Ninguém se feriu. Antes disso houve uma discussão entre um dos enfermeiros com parentes da mulher atendida. Foi solicitada a presença de PMs para dar segurança ao atendimento.

O caso aconteceu pouco antes das 16h40, quando o Samu compareceu à rua Dos Pampas, onde encaminharia a idosa ao Hospital Cemil. “Ela sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) há alguns dias e hoje (28) teve uma crise”, comentou um dos parentes da mulher. Na residência, houve uma discussão entre o genro da paciente e o condutor da ambulância.

Por conta dos ‘ânimos alterados’ do genro, a Polícia Militar foi solicitada a comparecer no hospital e dar segurança aos socorristas.

No Cemil, o genro já esperava a sogra, mas não houve alteração.

Só que a ambulância que teria sido usada no socorro à mulher em sua casa, não era a mesma que chegara com ela ao Pronto Socorro do Cemil.

PMs foram solicitados para dar segurança ao atendimento no Hospital Cemil

A bruxa está solta

A ambulância que prestava o atendimento à mulher se envolveu num acidente de trânsito na rua Minas Gerais durante o deslocamento ao hospital. Foi necessária a transferência da paciente para outra ambulância, no mesmo local em que aconteceu a colisão contra um Fiat.

De acordo com coordenador médico do Samu Noroeste, Alain Barros Corrêa, este foi o segundo acidente envolvendo ambulâncias do Samu Noroeste durante a quinta-feira (28).

Uma ‘avançada’ de Paranavaí foi atingida por um caminhão quando se deslocava com um paciente ao hospital naquele município. Apesar da gravidade do estado de saúde da paciente ser preocupante, ela chegou ao hospital a tempo de ser internada.

Registro na DP

Quanto à ameaça sofrida pelo condutor da ambulância do Samu, uma queixa foi registrada na delegacia. De acordo com o boletim de ocorrências, o genro queria que a sogra fosse encaminhada ao Cemil, mas os socorristas informaram que iriam levá-la ao Pronto Atendimento (PA) e por isso ele se alterou e começou a ameaçar a equipe.

De acordo com Corrêa, o Samu não encaminha pacientes para convênios médicos, mas sim leva para o atendimento emergencial do SUS. “Nós encaminhamos os pacientes para as unidades que estão preparadas naquele momento para o atendimento emergencial. Neste caso o convênio da paciente era pelo SAS no Hospital Cemil, que não estava de plantão”, encerra o coordenador do Samu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Giro de noticia é um site de notícias. Policiais com os principais fatos ocorridos em Cianorte e região.
Apurando todas as informações e repassando de forma respeitosa e imparcial.
redacao@girodenoticia.com.br
Top